Páginas

9 de novembro de 2010

Feira de Ciências 2010: vulcões de argila.



Feira de ciências é um momento único na vida...do professor. Os alunos tendem a não dar a devida importância ao evento da feira pois a possibilidade de ficar dois períodos vagando pelo pátio ofusca qualquer aquisição de conhecimento de forma espontânea.

Hoje, numa manhã de terça-feira ensolarada (e neste momento chove até acabar o mundo, eis o clima do RS) com 45ºC à sombra, às 10h30min da manhã, aconteceu a abertura da feira. Os alunos mais animados foram aqueles que, a princípio, não iriam participar. Os que precisavam de nota sequer compareceram à aula, mas apareceram muitos trabalhos interessantes.

No total (se bem me lembro, porque eu não me prendo a detalhes) foram 10 apresentações. Dessas dez, 6 foram com o conteúdo de geografia. Dessas 6, cinco eram vulcões de argila. Desses cinco vulcões, quatro misturaram bicarbonato de sódio e vinagre e fizeram os vulcões entram em "erupção".  Desses quatro, só um grupo soube me explicar como se forma um vulcão e como entram em erupção. (Justamente aquele grupo que estudou sobre placas tectônicas e vulcões esse ano)

Momento humor negro: o sexto grupo do vulcão (composto por dois alunos do 8º ano) veio atrás de mim desesperado. Queriam montar uma experiência pra ganhar nota mas não tinham nenhuma idéia e nenhum material, e a experiência que eles iriam fazer na feira não deu certo porque eles perderam o prazo de inscrição. Morrendo de pena, e estando ciente (achava eu, até o momento) de todos os trabalhos que seriam apresentados, disse-lhes: olha, eu tenho isopor, argila e vinagre. Só falta o bicarbonato. Por que vocês não fazem um vulcão? Acho que ninguém vai fazer!

Estou seriamente pensando em batizar essa feira como a "feira dos vulcões". Se não os alunos, pelo menos os funcionários da escola nunca esquecerão o evento. O cheiro de vinagre impregnado no chão do pátio graças a todas as explosões misturado com o calor infernal daquela hora da manhã ajudaram o evento a tornar-se memorável.

Um pequeno destaque para os trabalhos da quinta-série, muito bem feitos e com alunos muito aplicados em confecioná-los e explicá-los.

Um grande destaque para dois alunos meus: o grupo "do vulcão ganhador", que soube explicar belissimamente a teoria sobre vulcões (e que por acaso estudaram isso comigo no segundo trimestre, quando construí um vulcão com eles) e o aluno que apresentou simultaneamente um trabalho sobre tsunamis, tornados e terremotos, com direito a mini-reprodução de todos esses acontecimentos com pequenas experiências (e que por acaso estudou isso comigo no segundo trimestre, mas não realizei nenhuma experiência).

Ai, que coisa. Pelo menos sobrevivi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário